Artista Visual

Suas imagens interpretam afetos da natureza e do ser humano.

domingo, 24 de abril de 2011

Cora Coralina

Não sei… Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura… Enquanto durar
Cora Coralina



3 comentários:

Regina disse...

Que bom acordar e ler um poema tão lindo. Abençoada Cora Coralina.

Jane Simoni disse...

Demais amiga!!! Muito lindo mesmo, estava precisando de um poema assim Cora de ser! Bjs

Ruth Albernaz Silveira disse...

Grata meninas, a visita de vocês me dá energia para continuar. Cora é um exemplo de mulher... Bjos