Artista Visual

Suas imagens interpretam afetos da natureza e do ser humano.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Precisamos proteger as águas

O que fazer para que esses santuários sobrevivam a essa desalmada  expansão capitalismo selvagem instaurada na nossa sociedade Mato-Grossense?
O que poderemos fazer para frear essa loucura?
Estamos numa velocidade diferente da velocidade dos tratores que retiram o Cerrado e as florestas impiedosamente.
Precisamos nos organizar para pressionar o governo que em todas as escalas não tomam nenhuma atitude que possa repensar tudo isso que está aí...
Postei algumas imagens da Chapada - mostrando o contraste entre a biodiverdade e a monocultura - para compartilhar com todas as pessoas que circulam por este lugar – espaço – território.




Cachoeira do córrego Fachinal - Chapada


Água pura, livre dos agrotóxicos do agronegócio... ATÉ QUANDO? As lavouras de algodão e soja estão avaçando sobre o território dos chapadenses.












Caminho da Pedra Grande

Formação rochosa encontrada na região, beleza cênica  com grande potencial turístico. Precisamos pensar em turismo rural como forma de proteger a região.
Plantação de algodão no planalto da Chapada (tá chegando próximo ao Centro Geodésico da América do Sul).
 
Devastação do Cerrado + agrotóxico + contaminação do ar, solo, águas e dos trabalhadores= práticas insustentáveis do agronegócio.

2 comentários:

Brasil Desnudo disse...

Oi Ruth!

Já estou te seguindo lá e cá!

Belos trabalhos os seus, meus parabéns.
bjs


Marcio RJ

Ruth Albernaz Silveira disse...

Grata pela visita Márcio.
Também acompanho seu trabalho.
Abração